Movimentos Paroquiais
Mensagem de Fátima
  • Milagres

O Movimento Mensagem de Fátima reúne-se uma vez por mês. Rezam o terço, meditam numa leitura e partilham, entre si, ações feitas ao longo do mês em função do próximo. Na Quaresma têm um encontro a nível ilha. Organizam um retiro de doentes a Fátima, uma Peregrinação no mês de junho com crianças a Fátima, e uma Peregrinação Nacional no mês de julho a São Tiago de Compostela.

  • Saúde

O Movimento da Mensagem de Fátima tem como objetivo difundir a mensagem transmitida por Fátima nas suas aparições. Tem, na Saúde, como responsável a Fátima Massa e reúne à quarta feira uma vez por mês animando a missa da tarde do Domingo seguinte. Utilizam um livro do qual retiram um texto em cada encontro para meditar na sua mensagem. Angariam pessoas para fazer uma peregrinação a Fátima em Junho para as crianças e em Setembro para os doentes. Têm um encontro/retiro anual que tem decorrido em Água do Pau com a duração de um dia onde têm momentos de convívio, partilha e uma Via Sacra.

Conta atualmente com 14 membros.

Legião de Maria
  • Milagres (Teresa Morgado – Sénior e Dulce Martins - Juvenil)

A Legião de Maria é composta por dois grupos, Sénior e Juvenil com o nome Praesidium “Maria Nossa Luz e Caminho”. Reúnem-se uma vez por semana, rezam o terço, meditam cada semana numa leitura Bíblica e partilham as suas atividades semanais como visitas a doentes, lares e pessoas que vivem sozinhas. Têm uma vez por ano um retiro a nível Ilha. Comemoram no mês de fevereiro o aniversário do Praesidium de Nossa Senhora dos Milagres com uma missa e reúnem-se com os antigos e atuais membros auxiliares da Legião de Maria.

Romeiros Milagres
  • Mestre: José Maria Sousa
  • Contramestre: Ricardo Ponte
  • Procurador das Almas: Duarte Medeiros

Os Irmãos Romeiros reúnem-se semanalmente dois meses antes da sua saída para preparação e organização. Saem no primeiro fim de semana da Quaresma em oração, e com um longo percurso removidos pela sua fé e esperança. Têm um retiro anualmente a nível ilha e participam nas celebrações e procissões da Paróquia.

Romeiros Saúde
  • Mestre: Adriano Couto
  • Contramestre: João Lima
  • Procurador das Almas: Gualter Lourenço

O grupo de romeiros da Saúde tem como mestre Adriano Couto, como contramestre João Lima e como procurador das almas Gualter Couto. Conta atualmente com cerca de 50 homens já tendo atingido em outros anos cerca de 70 pessoas. Reúne para preparação da Romaria cerca de 10 vezes, uma vez por semana e sai em romaria no V Domingo da Quaresma regressando a casa em véspera de Domingo de Ramos. Nas suas preparações conta com uma vertente espiritual orientada pelo Pe. Davide ou pelo irmão João Costa e com momentos de partilha de informações a nível de organização pelo mestre Adriano Couto, havendo ainda tempo para praticar cânticos e orações e para partilha e convívio.

Este rancho saiu pela primeira vez há 65 anos com o mestre responsável José Couto, depois foi orientado pelo filho Adriano Couto e agora é orientado pelo neto Adriano Couto.

Peregrinas da Fé
  • Responsável: Catarina Silva
  • Equipa: Marta Alcino, Fabiana Oliveira e Lúcia Silva

Denominam-se peregrinas da Fé, o grupo de mulheres católicas que, pertencentes à Igreja Arrifes, se propõem visitar, num dia, durante o Tempo da Quaresma, Igrejas e Ermidas, cantando e rezando em todo o percurso.

Este grupo tem por fim: a. Fazer penitência pelos pecados próprios e alheios; b. Louvar e agradecer ao Senhor pelas Graças recebidas; c. Suplicar a paz e as bênçãos de Deus para a humanidade, para a Igreja, para a Diocese e para as famílias.

As Peregrinas da Fé organizaram-se como grupo em 2014 tendo como coordenadora a Magda Cabral e sendo pároco Valter Resendes.

No último Sábado da Quaresma também sai em peregrinação um grupo de Senhoras da Igreja dos Milagres, sob a orientação do Irmão Mestre José Maria Sousa.

Escuteiros

O Agrupamento 433 do Corpo Nacional de Escutas tem a sua sede na Av. Cardeal Humberto Medeiros, em Arrifes. Foi fundado em 1 de maio de 1975 pelo Padre José Francisco.

Fazem parte do Agrupamento ‘A Alcateia’ com 16 lobitos, ‘A Expedição’ com 18 exploradores, ‘A Comunidade’ com 26 pioneiros e ‘O Clã’ com 7 caminheiros. O Agrupamento é chefiado pelo dirigente José Luís Pires Vicente e conta no seu quadro com 18 outros chefes.

O Escutismo é um movimento de educação não formal criado pelo inglês Baden Powell e cujo método privilegia o contato com a natureza, envoltos numa mística e simbologia própria. Crescem num ambiente de pequenos grupos, suportado pelo acompanhamento dos adultos, desenvolvendo um sistema de progresso individual, aprendendo fazendo. Toda a sua atividade é orientada por um código de valores que são a Lei, Promessa e os Princípios do Escuteiro.

Cursilhos de Cristandade

Os Cursilhos de Cristandade são um Movimento Laical e desde as origens é fiel ao testemunho de uma comunhão firme com a Igreja.

Os Cursilhos de Cristandade têm por objectivo, através dum método próprio, proporcionar a vivência e a convivência do fundamental cristão, numa acção intra-mundana, ou seja, através de pessoas pré-seleccionadas pela sua influência humana nos ambientes da vida, divulgar, consciencializar e testemunhar pelo Evangelho, os valores e a presença de Jesus Cristo nas estruturas temporais.

Movimento Carismático

O Movimento da Oração Carismática tem como responsável a Natália Santos. É um grupo de pessoas que se reúnem para um tempo de oração pessoal, comunitária e espontânea. Participam na escola que se realiza na igreja da Senhora das Mercês nos Bairros Novos duas vezes por semana e na paróquia reúnem quinzenalmente. Os encontros começam com cânticos de acolhimento e depois através da leitura de um texto selecionado previamente da Sagrada Escritura fazem uma reflexão e cada um partilha sobre o que mais lhe tocou naquele texto e cantam em louvor. Fazem um retiro por ano durante um fim de semana.

Atualmente contam com cerca de 13 elementos.

Esperança e Vida

O Movimento Esperança e Vida (MEV), é uma Associação de Apostolado Laical de nível nacional, constituída e dirigida por mulheres viúvas que se sentem chamadas, em espírito cristão e apostólico, a dar apoio a mulheres atingidas pela provação da viuvez (Art. 1º dos Estatutos). Os objetivos do MEV são ajudar a viúva a encontrar ou a reforçar o equilíbrio humano e espiritual, normalmente abalado pela viuvez.

Este movimento iniciou as sua actividade em Outubro de 2018, com uma reunião mensal, com o objectivo de promover a reflexão e um momento de oração para quem está só e enfrenta a viuvez na família.